Cineasta Marina Bonifácio participa da feira de cultura e empreendedorismo LGBT+

Convidada vai mediar roda de conversa no encerramento do evento

Gleycyanny Romão/ Secom Maceió 16/05/2024 às 18:30
Cineasta Marina Bonifácio participa da feira de cultura e empreendedorismo LGBT+
Cineasta, mulher travesti e produtora cultural, Marina Bonifácio. Foto: Cortesia

Abrindo os caminhos para enaltecer a arte da comunidade LGBT+, a 1ª Feira de Cultura e Empreendedorismo LGBT+ vai contar com a participação de Marina Bonifácio, uma mulher travesti, cineasta, produtora cultural, pesquisadora e defensora da atuação profissional de pessoas trans e travestis no cinema brasileiro.

Encerrando a programação no domingo (19), Marina vai mediar uma roda de conversa com o tema “Diálogo e Representatividade: Bate Papo sobre cinema alagoano na perspectiva da vivência trans”. 

A produtora cultural vai abordar sobre o lugar das pessoas trans e travestis no audiovisual em Alagoas e, no contexto nacional, de práticas nocivas de transfake, termo que se refere a pessoas trans que, majoritariamente, não estão inseridas nos âmbitos educacionais e profissionais de maneira formal e são impedidas de representarem a si mesmas em suas próprias histórias no cinema. 

Na ocasião, trechos de alguns filmes alagoanos serão exibidos, como "Nazo dia e noite Maria", dirigido por Andréa Paiva, "Ilhas de Calor", dirigido por Ulisses Arthur, "Vamos Ficar Sozinhas", dirigido por Leonardo Amorim e "Wonderfull - Meu eu em mim", dirigido por Dário Junior. 

“A feira promove uma percepção das pessoas LGBTs+ em se sentirem pertencentes à cidade. Acredito que é muito importante, quando a gente cria espaços que sejam fomentados e frequentados pelo nosso público, onde mostramos os nossos serviços. Além disso, nos aproxima de outras parcelas da comunidade que talvez nunca tivessem acesso ao que estamos produzindo e pensando se não tivessem eventos como esse, né? Então é um movimento importante que eu fico feliz de estar participando”, destaca Marina. 

Ela ainda complementa que a continuidade da pauta representa um avanço da temática na sociedade. “É um ponto de partida interessante para a comunidade LGBT+ que muitas vezes é silenciada e afastada desses espaços formais, que são o do empreendedorismo e dos campos da carteira de trabalho, lugares que sofremos, no geral, para ter acesso. Então, que essa pauta seja colocada para frente e que a gente consiga avanços”, pontua a cineasta. 

A programação acontece em alusão ao Dia Internacional contra a LGBTFobia, celebrado no dia 17 de maio.

O evento foi idealizado pela Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania (SEMUC) e começa, nesta sexta-feira (17) até o próximo domingo (19), das 17h às 22h, no espaço Maceió é Massa, na Ponta Verde.  

Clique aqui para conferir a programação completa.

Trajetória

Marina é formada no curso técnico de arte dramática da Escola Técnica de Artes da UFAL e atua como produtora cultural. Desde 2023, coordena o Ateliê Xica Manicongo de Cinema, um ciclo de formação e criação exclusiva para pessoas trans e travestis.

O nome é uma homenagem à primeira travesti documentada do Brasil e surgiu do impulso de artistas travestis que necessitavam de espaços de construção que são compartilhados com outras pessoas trans.

Em 2024, integrou o Júri Jovem da 27ª Mostra de Cinema de Tiradentes, em Minas Gerais. Participou do Visões Lab do 17º Festival Visões Periféricas do RJ e foi premiada na categoria Pitchings - Melhor Projeto de Curta-Metragem com o roteiro original "Guindastes".

Na curadoria, trabalhou no 1º Festival Revoada de Cinema e na 14ª Mostra Sururu de Cinema Alagoano. Além disso, exerce a função de assistente de direção em sets de longas e curtas-metragens alagoanos.

SEMUC

Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania

Rua Sá e Albuquerque, 235, Jaraguá, Maceió/AL CEP 57022-180
Telefone: (82) 98746-9717
E-mail: cidadania@semuc.maceio.al.gov.br