Prefeitura de Maceió garante moradia digna a quem mais precisa

Mulheres formam 80% das contempladas. Elas são chefes de família e enfrentaram situação de violência doméstica

Maria Maia/Secom Maceió 24/10/2023 às 17:37
Prefeitura de Maceió garante moradia digna a quem mais precisa
Mulheres formam maioria das contempladas com novo apartamento. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

Um novo começo. A entrega das chaves dos residenciais Mário Peixoto 1 e 2 a 257 moradores é apenas o começo de uma série de iniciativas que visam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos de Maceió que viviam em situação de vulnerabilidade social.

Entre os 257 contemplados, 80% são mulheres que enfrentaram situações de violência doméstica ou que são chefes de família. Além delas, as unidades habitacionais também foram destinadas a pessoas com deficiência, em situação de vulnerabilidade social, moradores de áreas de risco e aqueles que perderam suas casas devido às chuvas. Os contemplados devem comparecer na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Habitacional, até a próxima quinta-feira (26), para assinar os contratos. Confira aqui o cronograma.

Emocionada e com um brilho no olhar, ao assinar o contrato da sua nova casa, Ana Maria França, 36 anos, contou estar imensamente feliz e grata à gestão do prefeito JHC por proporcionar essa alegria de realizar o sonho da casa própria.

“Meu nome foi o último a ser sorteado na live. Fiquei me tremendo e meu coração está repleto de gratidão. Sou mãe solo de um filho autista não-verbal, morava de aluguel no bairro do Feitosa, e isso tudo tá sendo uma grande alegria. Agora, eu vou ter uma casa pra chamar de minha e poder dar uma vida digna e feliz para o meu filho, graças a Deus e ao prefeito JHC”, disse Ana.

Novos tempos

O que antes era um sonho agora é realidade para a família da Bárbara Karine, que tem 28 anos, e é mãe de três filhas pequenas. Ela contou que agora vai viver um novo tempo em uma casa digna e feliz, sem precisar se preocupar quando o inverno chegar.

Bárbara Karine em nova fase de vida na casa própria. Foto: Cortesia
Bárbara Karine em nova fase de vida na casa própria. Foto: Cortesia

 “Eu morava no Benedito Bentes, em uma casa bem simples sem cerâmica, de apenas um quarto, uma sala, banheiro e uma cozinha pequena. Eu ainda não acredito que agora vou ter uma casa, isso é um sonho. Eu sou muito grata a Deus, ao prefeito JHC, e ao secretário Carlos Neto por proporcionarem a realização do sonho de todas essas famílias que foram contempladas. Serei eternamente grata”, destacou.

Com lágrimas nos olhos, Cícera Mônica, se emocionou ao contar sobre sua história, que foi vítima de violência doméstica e disse que é imensamente grata pelo novo tempo e as novas histórias que irá construir em sua nova casa, ao lado de seus dois filhos.

“Hoje eu me sinto muito feliz, já sofri muita violência e me doía muito saber que meus filhos estavam presenciando aquelas cenas. Graças a Deus eu consegui sair dessa situação, denunciei meu ex-marido na Casa Alagoana, tive o apoio da Secretaria da Mulher, me inscrevi nos sorteios e fui contemplada. Sou faxineira, ganho pouco, morava de aluguel e, agora, vou dar um lar seguro para os meus filhos”, finalizou.

Secretário municipal de Desenvolvimento Habitacional, Carlos Mendonça Neto. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió
Secretário municipal de Desenvolvimento Habitacional, Carlos Mendonça Neto. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

O secretário municipal de Desenvolvimento Habitacional, Carlos Mendonça Neto, destacou que a entrega dos apartamentos é um compromisso da gestão do prefeito JHC em atender as famílias da capital que viviam em situação de emergência e vulnerabilidade.

“É um compromisso da Prefeitura de Maceió sob o comando do prefeito JHC para fazer a entrega desses residenciais e atender aos pedidos da população que está necessitando demais, principalmente as mulheres vítimas de violência, que são responsáveis pela manutenção do lar. Além de atender as pessoas que viviam em áreas de risco e àquelas que foram atingidas diretamente pelas fortes chuvas no inverno deste ano, e, ficaram desabrigadas em colégios e, a partir de agora, terão uma moradia digna”, ressaltou Carlos Mendonça Neto.