Coordenação Geral de Análise de Situação de Saúde



APRESENTAÇÃO DA CGASS

A Coordenação Geral de Análise de Situação de Saúde (CGASS), na estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Saúde, está vinculada à Diretoria Geral de Gestão e Planejamento em Saúde (DGPS). Esta coordenação tem como uma de suas atribuições a produção da Análise de Situação de Saúde de Maceió.

A Análise de Situação de Saúde (ASIS) no SUS constitui-se um processo analítico-sintético que permite caracterizar, mensurar e explicar o perfil de saúde-doença de uma população, incluindo os danos ou problemas de saúde, assim como seus determinantes sociais, que facilitam a identificação de necessidades e prioridades em saúde. Compreende, ainda, um processo que possibilita avaliar como o sistema de saúde está organizado para responder às demandas de saúde, examinando as intervenções e os programas apropriados e a avaliação de seu impacto.

A Coordenação Geral de Análise de Situação de Saúde (CGASS), que segundo a nova estrutural organizacional definida no Decreto 9.472/2023, compete:

I - interpretar resultados estatísticos relevantes para a análise da situação e tendências em saúde, utilizando banco de dados próprio da Secretaria Municipal de Saúde e bancos de dados externos vinculados à situação demográfica, socioeconômico, educacional, habitacional e administrativa do município.

II - atualizar anualmente o perfil socioepidemiológico e de serviços do município de Maceió, utilizando as informações disponíveis.

III - desenvolver, propor e coordenar as estratégias de planejamento descentralizado em todos os níveis e setores da Secretaria Municipal de Saúde, no que se refere a elaboração de diagnósticos dos Distritos Sanitários e nos demais setores do nível central da Secretaria Municipal de Saúde.

IV - coordenar o processo de seleção de indicadores de interesse da política municipal de saúde.

V - coordenar o processo de avaliação quadrimestral de indicadores, em todas as instâncias da Secretaria Municipal de Saúde, propondo diretrizes para seu ajuste.

VI - coordenar a elaboração, responsabilizando-se especialmente pelo diagnóstico situacional do Plano Municipal de Saúde e da proposta de gestão;

VII - avaliar o desempenho de execução dos serviços de saúde contratados e conveniados em complementação ao SUS municipal;

VIII - coordenar a elaboração da análise descritiva dos principais indicadores de gestão e da situação de saúde, com série histórica comparativa de 10(dez) anos;

IX - propor estratégias para a gestão da informação que venham a contribuir com a orientação da política, de planos e de projetos de saúde para o município;

X - coordenar o processo de territorialização e geoprocessamento da SMS;

XI - realizar outras atividades correlatas;

A Coordenação Geral de Análise de Situação de Saúde se subdivide em Coordenações Técnicas com as seguintes competências:

I - à Coordenação Técnica de Análise de Tendência e Conjuntura, compete:

a) produzir e disseminar informações acerca dos determinantes e condicionantes de saúde da população, bem como dos indicadores de saúde e de gestão do SUS para subsidiar a implementação da política de saúde e a tomada de decisão, visando melhorias na situação de saúde da população e organização dos serviços;

b) produzir, analisar e disponibilizar análises de tendências dos indicadores de saúde do município com base nos bancos de dados intra e intersetoriais de informação em saúde.

II - à Coordenação Técnica de Análise de Estado de Saúde, compete:

a) produzir, analisar e disponibilizar indicadores epidemiológicos e operacionais relacionados a doenças e agravos caracterizados como problema de saúde pública, bem como construir e alimentar os sistemas de situação em saúde.


Análise da Situação de Saúde de Maceió

Instrutivo para monitoramento de indicadores de saúde

- Análise de Situação de Saúde dos 8 Distritos Sanitários (Anual)


COLETÂNEAS DE BOLETINS COM OS AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA (QUADRIMESTRAL)

Coletânea de Boletins Epidemiológicos

Coletânia volume 2

COLETÂNEA VOLUME 3


BOLETIM QUADRIMESTRAL POR ESCORPIONISMO

BOLETIM 1 JANEIRO-ABRIL
BOLETIM 2 MAIO-AGOSTO
BOLETIM 3 SETEMBRO-DEZEMBRO