Prefeitura de Maceió leva ações de combate à leptospirose para o Bom Parto

Ações se concentraram no bairro com atividades educativas em saúde, limpeza urbana e orientações voltadas para a saúde animal

Ana Cecília da Silva / Ascom SMS 22/07/2022 às 15:05
Prefeitura de Maceió leva ações de combate à leptospirose para o Bom Parto
Foto: Victor Vercant/SMS

A população do bairro Bom Parto contou nesta sexta-feira (22) com ações de combate à leptospirose promovidas por diversos órgãos da Prefeitura de Maceió. A iniciativa é um esforço conjunto para prevenir a doença e identificar casos sintomáticos de pessoas que tiveram contato com água da chuva, buscando tratá-las de forma precoce. A ação tem continuidade nesse sábado (23) no Mercado da Produção, Levada e Vergel do Lago e no domingo (24) na Orla Lagunar.

Segundo Carmem Samico, gerente do Programa de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos de Maceió, nos três dias de ação, as equipes vão visitar imóveis e estabelecimentos dessas regiões.

“Os agentes de combate às endemias e de epidemiologia da Prefeitura vão visitar os moradores e orientá-los sobre o risco da proliferação de roedores, com distribuição de hipoclorito de sódio, utilizado para higienização dos locais e também buscar casos sintomáticos e direcionar essas pessoas para as unidades de saúde para que a gente evite um agravamento da doença nessas pessoas e elas possam vir a óbito”, destaca.

Carmem Samico, gerente do Programa de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos de Maceió. Foto: Victor Vercant/SMS
Carmem Samico, gerente do Programa de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos de Maceió. Foto: Victor Vercant/SMS

Os agentes da Vigilância Sanitária também participaram da ação com a busca ativa de casos suspeitos da doença, com medição de temperatura e inspeção de estabelecimentos comerciais que possam ter indícios da presença de roedores. Os casos sintomáticos para a doença foram encaminhados para a Unidade de Saúde Geraldo Melo, localizada no bairro, que ofereciam atendimentos médicos, coletas de exames e testes de Covid-19 com a equipe do Laboratório de Análises Clínicas de Maceió (Laclim) e vacinação com equipes volantes.

Nesta manhã, os agentes visitaram quase mil imóveis da região. Uma dessas residências foi a de dona Edleuza dos Santos, que teve sua casa tomada pelas águas das chuvas. Segundo a moradora, nenhum de seus parentes adoeceu pela doença, mas diversos vizinhos seus tiveram leptospirose.

Edleuza dos Santos, moradora do Bom Parto. Foto: Victor Vercant/SMS
Edleuza dos Santos, moradora do Bom Parto. Foto: Victor Vercant/SMS

“Aqui na minha casa não tivemos a doença, mas de toda a forma é um risco, por isso acho muito importante essas orientações na nossa casa. Sempre tenho cuidado, procuro deixar os locais limpos e não ter água a lixo acumulados”, afirma.

Limpeza Urbana e Educação Ambiental

Contribuindo para o combate a Leptospirose, a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) também participou das ações desta sexta-feira (22) com equipes volantes de educação ambiental, compostas por servidores do órgão e jovens aprendizes da Naturalle e Viambiental, empresas responsáveis pela coleta domiciliar na capital, que orientaram moradores e comerciantes a respeito do descarte irregular de resíduos como um dos principais fatores para a proliferação de doenças e pragas.

Ação da Sudes contou com limpeza de vias urbanas no Bom Parto. Foto: Victor Vercant/SMS
Ação da Sudes contou com limpeza de vias urbanas no Bom Parto. Foto: Victor Vercant/SMS

Kedyna Tavares, diretora de Planejamento e Serviços Especiais da Sudes, afirma que a consciência ambiental é essencial para a diminuição de problemas para a sociedade.
"Somente educando traremos o cidadão para o nosso lado na manutenção da limpeza da cidade. Descartar seu resíduo irregularmente contribui para que pragas e doenças sejam espalhadas em seu bairro, atraindo riscos para a saúde", disse.

Além das ações de educação ambiental, a Sudes também realizou a limpeza de vias e espaços públicos do bairro, retirando diversos materiais despejados inadequadamente. De acordo com Ronaldo Farias, superintendente da Sudes, a prática ainda é comum, dificultando o trabalho da Prefeitura em relação a limpeza.

“Infelizmente em alguns bairros de Maceió a situação é complicada. Vemos que o lixo é um fator que traz riscos para a saúde do ser humano, ajudando na proliferação de animais peçonhentos e pragas", afirmou.

Causa Animal

Os animais também foram atingidos pelas chuvas na capital. O Gabinete de Gestão Integrada de Políticas Públicas para Causa Animal (GGI-CA) também participou das ações desta sexta-feira.

O servidor, Alex Tenório, do Gabinete de Gestão Integrada e Políticas Públicas para Causa Animal (GGI-CA), esteve presente na ação e falou sobre as atividades desenvolvidas.
“Durante a ação visitamos as casas das famílias e os animais que encontramos nessas localidades foram assistidos pela equipe veterinária, além disso realizamos a parte educativa passando orientações sobre a Leptospirose para a população. Na ocasião, não foi identificado nenhuma suspeita de animal com a doença”, relatou Alex do GGI-CA.

SUDES

Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável

Rua Cel. Pedro Lima, 69 - Jaraguá;
CEP 57022-220 // Telefone: (82) 3312-5380 | Central de Monitoramento Sudes: 0800 082 2600 / (82) 98802-4834 (Whatsapp) | Informações/Agendamento Parques: (82) 98801-3651
protocolo@sudes.maceio.al.gov.br

Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h