Maceió se destaca com iniciativas de acessibilidade e inclusão no esporte

No último sábado (4), torcedores do Instituto Amor 21 entraram em campo com os jogadores e acompanharam jogo de em um lugar exclusivo

Michaelle Pereira (estagiária) - Secom Maceió 04/03/2024 às 12:39
Maceió se destaca com iniciativas de acessibilidade e inclusão no esporte
Mãe e filha se mudaram de Belo Horizonte e se surpreenderam com inclusão da capital alagoana. Foto: Jonathan Lins/ Secom

Maceió tem se destacado cada vez mais como a capital mais inclusiva do país. Neste sábado (4), foi a vez dos torcedores do Instituto Amor 21 entrarem em campo com os jogadores e acompanharem o jogo em uma área exclusiva. A ação permitiu que torcedores com Síndrome de Down aproveitassem o jogo com acessibilidade e conforto. 

Beatriz Ardison é de Belo Horizonte, mas se mudou para Maceió com sua filha, Ana Clara, que possui Síndrome de Down. Beatriz afirma que a mudança de cidade foi benéfica para as duas por causa da inclusão que a cidade oferece.

“Aqui estamos tendo muitas oportunidades, principalmente ela, no mercado de trabalho, no lazer. A inclusão da minha filha aqui é muito boa”, declarou.

Para Beatriz, a atual gestão tem cumprido o seu papel em criar ações que efetivamente incluam as Pessoas com Deficiência (PCD) em todos os espaços da sociedade. “Na gestão desse atual prefeito, ele está abrindo portas e oportunidades para as pessoas PCD. Nós que somos mães ficamos muito felizes", declarou. 

Essa foi a segunda vez de Ana Clara no estádio. Foto: Jonathan Lins/Secom
Essa foi a segunda vez de Ana Clara no estádio. Foto: Jonathan Lins/Secom

A iniciativa surgiu a partir da parceria entre a Secretaria Municipal do Esporte (Semesp), Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania (Semuc) e o Instituto Amor 21. A ação também surge em alusão ao dia Mundial e Nacional da Síndrome de Down, comemorado em 21 de março.

O Campeonato Alagoano é Massa faz parte do calendário esportivo alagoano e é uma das competições mais prestigiadas do Nordeste. Durante o primeiro jogo do campeonato, em janeiro, cerca de 20 crianças dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) também entraram em campo com os jogadores e puderam assistir ao jogo com muita acessibilidade.

SEMUC

Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania

Rua Sá e Albuquerque, 235, Jaraguá, Maceió/AL CEP 57022-180
Telefone: (82) 98746-9717
E-mail: cidadania@semuc.maceio.al.gov.br