Mercados públicos e Centro Pesqueiro mantêm preços atrativos para Semana Santa

Comerciantes alertam consumidores para antecipar compras e garantir produtos de qualidade com preços mais acessíveis

Tatiane Gomes/Ascom Semtabes 01/04/2022 às 08:30
Mercados públicos e Centro Pesqueiro mantêm preços atrativos para Semana Santa
Mercado da Produção: um dos pontos mais procurados para compras da Semana Santa (Foto: Victor Vercant)

Com a proximidade da Semana Santa, que ocorre entre os dias 11 e 15 de abril, a procura por pescados e frutos do mar aumentam nos centros de comercialização. Nos quatro Mercados Públicos da cidade, que ficam nos bairros Levada (Mercado da Produção), Jacintinho, Tabuleiro, Benedito Bentes e no Centro Pesqueiro do Jaraguá, os comerciantes tentam manter os preços atrativos para conquistar os clientes.

O comerciante, Samuel Ferreira, trabalha há 40 anos no Mercado da Produção, na Levada. Ele conta que durante a semana comercializa mais de 100kg de pescado, com saída de Anchova, Pescada, Tainha e também Xerelete. Apesar do aumento no valor das mercadorias com os fornecedores, ele está conseguindo manter os preços acessíveis aos consumidores.

“Os melhores que têm estão aqui. Por mais que tenha tido um aumento, o Mercado da Produção ainda tem os melhores preços. Aqui o consumidor escolhe os melhores produtos a partir de R$ 15,00”, afirma.

O permissionário dá a dica de que é melhor vir comprar antes da Semana Santa. "Depois o preço vai subindo. Já neste final de semana, o pessoal começa a comprar para guardar. Depois o preço sobe porque a mercadoria vai faltando”, revela Samuel.

Hora de comprar

Cliente de um dos mais tradicionais pontos de comercialização de pescados e mariscos, Antônio Carlos, vai sempre ao Mercado da Produção. Ele garante que nos mercados públicos, o consumidor encontra os melhores preços. “O atendimento é bom, o peso é certo. No mercado é onde o consumidor encontra os preços mais baratos", indica.

Pesquisa do Procon Maceió

Segundo o levantamento de preços de pescados e frutos do mar, realizado pelo Procon Maceió, a faixa de preços no Mercado da Produção e no Centro Pesqueiro podem variar de R$ 14,00 até R$ 50,00, o quilo da Tilápia. Já os preços de mariscos e outros frutos do mar variam de produto a produto. O camarão, com casca, o sururu e o maçunim podem ser encontrados a partir de R$20,00, o quilo. Já o camarão, sem casca, pode chegar até R$ 120,00 o quilo.

No Mercado do Benedito Bentes, na parte alta da cidade, os peixes como pescada e anchova são comercializados a partir de R$ 18,00 o quilo. Já o camarão é vendido a R$ 28,00, o quilo.

Ainda na parte alta da cidade, os consumidores encontram no Mercado do Tabuleiro a Cavalinha por R$ 14,00, a Tilápia a R$ 16,00 e até o Atum a R$ R$ 20,00, o quilo. No Mercado do Jacintinho, o consumidor pode encontrar a Cavala, que está custando R$47,00 ou o Garaçuma a partir de R$ 15,00, o quilo.

Não perca a hora

Os consumidores podem conferir os preços e comprar, de forma antecipada, os produtos tradicionais da Semana Santa. Nesta sexta (1º) e sábado (02), o mercado da Produção funciona até às 15h. No domingo (3) permanece aberto até às 13h.

O Centro Pesqueiro fica aberto das 5h às 17h. Quem mora na parte alta da cidade, a venda de pescados e mariscos acontece todos os dias nos mercados do Jacintinho e do Tabuleiro, que funcionam das 6h até 14h e das 5h até 13h, respectivamente.

Confira o levantamento completo de preços realizado pelo Procon Maceió aqui.

SEMTABES

Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária

Sede: Rua do Imperador, 141 - Centro.
CEP 57020-670 // Telefone: (82) 3312-5290

Sine Maceió: Shopping Popular, Rua do Livramento - Centro.
CEP 57020-030. Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.