Maceioenses buscam preços mais acessíveis ao bolso nos mercados públicos e feiras da cidade

Equipamentos públicos estão localizados em diversos pontos, nas partes alta e baixa de Maceió

Tatiane Gomes/Ascom Semtabes 20/05/2022 às 15:30
Maceioenses buscam preços mais acessíveis ao bolso nos mercados públicos e feiras da cidade
Preços mais acessíveis e variedade de itens atraem consumidores para feiras e mercados públicos de Maceió (Célio Junior/Secom Maceió)

Na hora de comprar legumes, frutas, verduras e demais itens da feira com melhores preços, a solução dos maceioenses tem sido procurar os mercados públicos e feiras livres da capital, espalhados nas partes alta e baixa da cidade.

Na Levada, o mercado público da Produção, administrado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), é um dos mais procurados pelos consumidores. Por lá, as bancas estão sempre com promoções para atrair a clientela.

Thiago Sena, 34 anos, mora no Tabuleiro do Martins e se divide entre o mercado do bairro e o da Levada para fazer a feira de casa.

“No Mercado do Tabuleiro compro legumes e verduras. Aqui, eu compro a mistura que é muito mais em conta. Escolho o mercado pela variedade e o valor, além de ter um produto fresco”, explica o consumidor.

Thiago Sena compra produtos para a feira de casa nos mercados do Tabuleiro e da Produção (Foto: Célio Junior/Secom Maceió)
Thiago Sena compra produtos para a feira de casa nos mercados do Tabuleiro e da Produção (Foto: Célio Junior/Secom Maceió)

Além de preço, a variedade de produtos é levada em consideração pelos feirantes. Edson Messias trabalha no Mercado da Produção e revela que uma estratégia para manter os preços acessíveis é ter, em grande quantidade, uma diversidade de itens e ficar atento para comercializar tudo fresco.

Um levantamento realizado por ele, que é representante dos feirantes do local, aponta os preços dos itens mais procurados, como o tomate que está saindo a R$ 2,50/kg, a batata que é comercializada a partir de R$ 4,00/kg e a cenoura que custa R$ 4,00/kg. Na área de folhagens, coentro, salsa e couve saem a R$ 1,00 a unidade; já o brócolis, a unidade, está custando R$ 12,00 e a couve-flor é vendida a R$ 12,00/kg.

  • Confira o levantamento completo feito pelos feirantes do Mercado da Produção aqui.

Edinho conta que compra em atacado e vai reabastecendo durante a semana. São cerca de 3 toneladas de tomate e 1 tonelada de cebola e batata passando na sua banca.

“Preço de mercado é imbatível. Nós ganhamos aqui com quantidade, qualidade e preço, que é acessível. Estamos aproveitando que o hortifruti caiu de preço, porque não temos tantos atravessadores e estamos conseguindo fazer essas promoções. Isso beneficia diretamente os consumidores”, atenta o feirante.

Edinho é representante dos feirantes do Mercado da Produção (Célio Junior/Secom Maceió)
Edinho é representante dos feirantes do Mercado da Produção (Célio Junior/Secom Maceió)

Quem gosta da variedade é o Alberto, 47 anos, que também acha que as opções de preço nos mercados são muito boas, mas também tem outro diferencial: a comodidade. Ele mora na Gruta de Lourdes e sempre vai ao Mercado da Produção.

“A gente fica mais à vontade e os preços são acessíveis. Aqui a gente encontra de tudo”, ressalta Alberto.

Os consumidores podem encontrar a variedade de produtos e preços acessíveis nos mercados públicos da Produção, dos Caetés (Benedito Bentes), Jacintinho, Tabuleiro , Benedito Bentes e Jaraguá; além das feiras livres do Graciliano Ramos, do Parque Rio Branco (Levada), na Jatiúca, no Jacintinho, no Benedito Bentes e do Tabuleiro.

SEMTABES

Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária

Sede: Rua do Imperador, 141 - Centro.
CEP 57020-670 // Telefone: (82) 3312-5290

Sine Maceió: Shopping Popular, Rua do Livramento - Centro.
CEP 57020-030. Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.