Renasce Salgadinho orienta moradores sobre ligação clandestina e alerta sobre riscos

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial intensifica fiscalização

Ascom UGP / Ascom Sedet 22/05/2022 às 10:00
Renasce Salgadinho orienta moradores sobre ligação clandestina e alerta sobre riscos
Ligações clandestinas de esgoto é um dos principais problemas do Riacho Salgadinho. Foto: Júnior Bertoldo/Secom Maceió

A frequência de lançamentos clandestinos de esgotos domésticos nos dispositivos de drenagem pública, além de provocar desgastes na estrutura, traz graves consequências ambientais e problemas de saúde.

Diante da situação encontrada pelas equipes de manutenção, o Projeto Renasce Salgadinho tem trabalhado em diversas frentes de trabalho, dentre elas, com atividades educativas e de orientação, para acabar com as ligações clandestinas, que poluem o riacho de Maceió.

Fiscalizações e ações ambientais fazem parte das ações. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió.
Fiscalizações e ações ambientais fazem parte das ações. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió.

As ligações clandestinas são as ligações de um imóvel à rede de água ou esgoto sem autorização ou registro na concessionária. A ocorrência representa um dos maiores problemas de Maceió.

Gerente socioambiental do Maceió Tem Pressa, Patrick Leite, alerta sobre prejuízos ao meio ambiente. Foto: Gabriel Moreira/Secom Maceió.
Gerente socioambiental do Maceió Tem Pressa, Patrick Leite, alerta sobre prejuízos ao meio ambiente. Foto: Gabriel Moreira/Secom Maceió.

“É comum que as pessoas associem que as galerias de drenagem podem receber as águas cinzas, que são provenientes das pias, tanques e máquina de lavar. Elas acreditam que ao fazer a ligação clandestina não vai gerar nenhum malefício ao meio ambiente, e não é desta forma”, ressalta o gerente socioambiental do Programa Maceió Tem Pressa, Patrick Leite.

Ações educativas em comunidades como a grota do São Rafael, Reginaldo II e no Vale do Reginaldo ocorreram para explicar a importância e a necessidade do descarte correto e adequado do esgoto, por exemplo.

Patrick explicou, ainda, como deve funcionar esse tipo de ligação de maneira correta e quais são os riscos que conexões clandestinas oferecem ao meio ambiente.

“Estas ligações deveriam estar sendo enviadas diretamente para a rede coletora de esgoto ou para um sistema de fossa sumidouro individual por residência. Essas águas quando são lançadas na galeria pluvial, elas chegam até os rios, mares e lagoas, pois o destino natural de toda drenagem é diretamente para um manancial natural. É preciso que a sociedade tenha consciência de que passou da pia é esgoto e precisa ter o destino correto", afirmou.

Manutenção de galeria pluvial. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió
Manutenção de galeria pluvial. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Fiscalizações 

Além das atividades educativas e de orientação que já estão em andamento, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) vem intensificando os serviços para combater ligações clandestinas em galerias de águas pluviais da cidade.

A operação vem ganhando corpo em decorrência do recebimento de denúncias. “Essa iniciativa é muito importante, porque visa coibir que esses lançamentos indevidos em nossas galerias resultem no despejo de águas sujas na faixa de areia das praias”, explica o secretário adjunto do Meio Ambiente de Maceió, Ismar Macário.

Secretário adjunto de Meio Ambiente de Maceió, Ismar Macário, destaca denúncias da população. Foto: Ronald Luca/Secom Maceió
Secretário adjunto de Meio Ambiente de Maceió, Ismar Macário, destaca denúncias da população. Foto: Ronald Luca/Secom Maceió

A Coordenação Geral de Fiscalização Ambiental da Sedet informa que os responsáveis pelas irregularidades serão notificados, autuados e multados. A operação conta com o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) e Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes).

Denúncias

A população pode fazer denúncias de infrações ambientais por meio do telefone (82) 3312 5242, de segunda a sexta-feira, das 09h às 14h, informando o motivo da denúncia, endereço completo da irregularidade e ponto de referência.

SEMINFRA

Secretaria Municipal de Infraestrutura

Rua do Imperador, 307, Centro.
CEP 57023-060 // Telefone: (82) 3312-5350