Artesãos fazem matrículas para estudar no Mercado do Artesanato

As matrículas para a Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI) vêm sendo realizadas desde o dia 20 de abril e são ilimitadas

Julita Bittencourt (estagiária) / Ascom Semed 26/04/2022 às 12:01
Artesãos fazem matrículas para estudar no Mercado do Artesanato
As vagas são ilimitadas e destinadas apenas às pessoas que trabalham e moram na região. Foto: Julita Bittencourt/Ascom Semed

A Prefeitura de Maceió, por meio das Secretarias Municipais de Educação, e do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária, segue realizando matrículas para a Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI) e curso profissionalizante no Mercado do Artesanato da capital. As matrículas estão sendo realizadas desde o dia 20 de abril, na sede do Mercado do Artesanato, na Levada. A previsão é que as aulas sejam iniciadas no segundo semestre de 2022.

As vagas são ilimitadas e destinadas apenas às pessoas que trabalham nos Mercados Municipais da região e moradores do entorno. Podem se matricular pessoas com idade superior a 15 anos, que não tenham concluído o Ensino Fundamental I, e a partir de 18 anos, para quem não finalizou o Ensino Fundamental II. Para garantir a matrícula, o interessado deve levar cópias e originais do RG, CPF e comprovante de residência, além de uma foto 3X4.

Rita de Cássia, 47 anos, trabalha no local há 5 anos com richelieu - técnica de bordado. A artesã conta que deixou de estudar há mais de 20 anos e revelou a motivação para concluir os estudos.

“Eu quero finalizar os estudos para adquirir conhecimentos. Minha filha é assistente social assim como a minha irmã, e uma outra irmã que é técnica em enfermagem. E como sou a mais velha, acabei ficando pra trás para cuidar da família”, disse.

Ela falou ainda do benefício de estudar no local onde trabalha. “Eu resolvi também estudar porque as aulas vão ser aqui e não em uma escola. Dar para a gente conciliar o trabalho e os estudos”, destacou Rita de Cássia.

Cristiana Venancio, de 46 anos, revelou que adorou o projeto da prefeitura de promover aulas da EJAI no Mercado do Artesanato. Agora, a artesã que trabalha no local há 20 anos, vai finalmente poder concluir os estudos.  “Muita gente está precisando desse empurrãozinho, tanto para estudar quanto para aprender a costurar. E quando fiquei sabendo da iniciativa me interessei logo”, disse.

A artesã fala do porquê de desejar voltar a estudar. “Eu deixei de estudar para poder casar há mais de 20 anos. E agora vejo meus dois filhos concluindo os estudos, Thiago fazendo engenharia e Thayanny cursando nutrição, então decidi concluir meus estudos e futuramente fazer uma faculdade”, explicou.

A ação da prefeitura busca trazer alunos como Rita e Cristiana, de volta à sala de aula, dentro do próprio ambiente de trabalho, conforme explica o coordenador da Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Ricardo Almeida.

“O principal escopo de alfabetizar os trabalhadores do mercado de Maceió em seu local de trabalho, trata-se de uma forma de oferta que busca o atendimento educacional dos sujeitos da modalidade da EJAI, que possuam empecilhos para as atividades presenciais nas escolas”, disse.

Serão ofertadas aulas de Língua Portuguesa e Matemática, além do curso de corte e costura, para valorizar ainda mais o artesanato local. A proposta pedagógica é a mesma da EJAI.  As aulas serão ministradas no primeiro andar do Mercado do Artesanato, que passará por reparos para dar conforto e segurança aos estudantes.

SEMED

Secretaria Municipal de Educação

Rua General Hermes, 1199 - Cambona
CEP 57017-201 // Telefone: (82) 3312-5608
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.