4ª Flipontal chega ao último dia com oficinas de filé, desfiles e shows musicais

Comunidade escolar participou de palestras, contação de histórias e apresentações culturais nos três dias de feira

Jamerson Soares (estagiário)/Ascom Semed 01/04/2022 às 13:10
4ª Flipontal chega ao último dia com oficinas de filé, desfiles e shows musicais
Alunos da rede municipal participam de oficina de Filé na 4ª edição da Flipontal. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Estudantes da rede se divertiram com os jogos lúdicos da Flipontal. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Estudantes da rede se divertiram com os jogos lúdicos da Flipontal. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed

A 4ª edição da Feira Literária do Pontal da Barra (Flipontal) chegou ao seu fim, nesta sexta-feira (1º), com a sensação de dever cumprido. Atividades culturais, oficinas de formação de alunos e de professores, música, contação de histórias, palestras e jogos lúdicos movimentaram o bairro turístico nesses três dias de evento. A comunidade escolar e os moradores participaram das ações da Prefeitura de Maceió, voltadas para a realização de atividades nas áreas de educação e cultura.

Houve diversas palestras sobre a relação da literatura com os espaços históricos de Alagoas, especialmente da capital. Escritores, juízes e historiadores alagoanos estiveram presentes no evento e apresentaram seus trabalhos.

As palestras, seguidas de um curto debate, foram realizadas no Auditório Lucy do Joazeiro, próximo às águas da Lagoa Mundaú. A extensa poça de céu preenchida com voos de garças colaborou para a acolhida e a boa conversa entre os convidados e o público. Alunos da rede estadual e incentivadores culturais também interagiram com os palestrantes.

Escritor e um dos organizadores da Flipontal, Carlito Lima. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Escritor e um dos organizadores da Flipontal, Carlito Lima. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed

Segundo o escritor e um dos organizadores da Flipontal, Carlito Lima, a feira foi um sucesso e impactou positivamente a comunidade.

“Hoje é o último dia da festa literária. Ela tem sido um sucesso, foram três dias de muitas palestras e também dentro da escola Silvestre Péricles. A garotada assistiu às oficinas de teatro, de poesia, de renda Filé e outras atividades. O impacto positivo disso tudo foi o retorno de todos e o interesse dos alunos em participar. Esses eventos incentivam as pessoas a pensar e a entender que estudar é o melhor caminho. Feiras literárias são as maiores riquezas e os maiores eventos que existem para a educação”, afirmou o escritor.

Por todo lugar e em todos os dias de feira, a literatura estava presente. O ônibus da Biblioteca Móvel ficou estacionado em frente à Escola Municipal Silvestre Péricles. Lá foi o local preferido das crianças, jovens e demais participantes para ouvir histórias.

Stands de vendas de livros de diversos gêneros também foram instalados na Tenda Semed. No mesmo momento, aconteciam oficinas de bordado Filé e de confecção de bonecos 3D com papel.

Artesão e professor aposentado, Aristóbolo Olvieira, conhecido como Seu Tobinho. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Artesão e professor aposentado, Aristóbolo Olvieira, conhecido como Seu Tobinho. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed

Aristóbolo Oliveira é artesão e professor aposentado. Ele trabalha com a educação desde os 15 anos. Entusiasmado, conta da alegria de repassar seus conhecimentos do artesanato para as crianças.

“Para mim é um grande privilégio fazer parte da Flipontal como um professor de artesanato, onde podemos divulgar e passar para novas gerações um pouco da técnica linda do bordado Filé. Essa arte não pode morrer”, disse Oliveira.

Estudante da escola municipal Lindolfo Collor, de Ponta Grossa, Neolaine Batista. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Estudante da escola municipal Lindolfo Collor, de Ponta Grossa, Neolaine Batista. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed

Estudante da Escola Municipal Lindolfo Collor, que fica na Ponta Grossa, Neolaine Batista, 10 anos, traçava a linha do bordado filé com entusiasmo e agilidade, como se estivesse tecendo o presente, o aqui e agora.. , parecia ter no sangue a magia de tecer o presente. Inspirada pela irmã, a menina participou da oficina de bordado filé.

“Aprendi muita coisa sobre artesanato. Eu gostei do que eu fiz. O bordado é difícil, mas estou desenrolando, aos pouquinhos estou conseguindo. Quando eu faço esse trabalho eu me sinto feliz, alegre e também tenho muito amor pelo artesanato”, confessou a estudante.

Professora Vanessa Lima e sua aluna, Neolaine Batista. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed
Professora Vanessa Lima e sua aluna, Neolaine Batista. Foto: Pedro Farias/Ascom Semed

Professora da rede municipal de ensino há quatro anos, Vanessa Lima, destacou que os momentos vividos na Flipontal foi enriquecedor.

“O evento em si veio para tratar de questões culturais, questões da nossa realidade, da nossa terra. A Flipontal veio para enriquecer e aprimorar o nosso trabalho, para discutir também questões de gênero, de etnias e, principalmente, incentivar a leitura”, comentou a professora.

A programação seguiu com um sarau poético musical dentro de uma embarcação que navegou pela lagoa Mundaú.

Tiveram, ainda, palestras sobre a cultura popular no Município, oficinas de Hip Hop e contação de histórias afro-indígenas, além de um desfile de moda com peças feitas com o bordado filé. O encerramento da feira contou com a presença de artistas alagoanos, como a dançarina Cibele que apresentou sua versão de dança flamenca e shows musicais da banda Artefato e do cantor Juarez Cashe.

SEMED

Secretaria Municipal de Educação

Rua General Hermes, 1199 - Cambona
CEP 57017-201 // Telefone: (82) 3312-5608
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.