Assistência Social inicia ações sobre Benefício de Prestação Continuada

Redação 18/08/2021 às 14:32
Assistência Social inicia ações sobre Benefício de Prestação Continuada

Ação continuada será feita em mais três instituições no mês de agosto

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), em parceria com a Coordenadoria do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC), deu início na manhã desta quarta-feira (18) ao projeto “BPC de Mãos Dadas”. A ação, que acontecerá em quatro datas no mês de agosto, tem o objetivo de informar sobre os benefícios às famílias favorecidas ou requerentes do BPC Idoso ou BPC PCD (Pessoa com Deficiência).

O pontapé inicial foi dado na instituição Família Alagoana Down (FamDown) e contou com a participação da Assistente Social Sayonara Kelly, da palestrante e técnica de referência do BPC, Mariele dos Santos e com a coordenadora do BPC, Adriana Athayde. Ao longo da reunião foram distribuídos materiais lúdicos para auxiliar de forma educativa os beneficiários.

Segundo Adriana, o objetivo principal da palestra é informar aos familiares e responsáveis sobre as regulamentações do Benefício de Prestação Continuada, além de orientar sobre seus direitos.

“Em dezembro de 2020 houve uma mudança em questão ao beneficiário. Antes as pessoas contempladas deviam ganhar menos ou equivalente a 1/4 do salário mínimo e hoje a renda per capta precisa ser inferior a R$ 275,00. Como atendemos cerca de 300 pessoas que se enquadram no benefício socioassitencial, percebemos a necessidade de alertá-las sobre seus direitos e instruí-las da melhor forma possível”, explicou a coordenadora.

Sinézia Duarte, presidente do FamDown, informou que das 137 pessoas assistidas pela instituição, somente 65% delas são contempladas pelo BPC. Para ela, o evento é de extrema importância por servir de auxílio e esclarecimento de dúvidas, já que muitos familiares acreditam que o benefício é relativo à aposentadoria e podem ser repassados após a morte do favorecido.

“Por se tratar de processos com um trâmite um pouco complicado, muitos questionamentos aparecem e essa parceria com a Assistência Social chega para ser uma facilitadora. Muitos possuem direito, mas poucos sabem sobre. É necessário que ações como esta continuem para orientar e sanar dúvidas. É um ganho de informações técnicas para qualquer pessoal.

Devido a pandemia, a FamDown continua com os serviços de forma apenas remota, oferecendo auxílio educacional. Por outro lado, a instituição, através das redes sociais, consegue doações de cestas bacias, produtos de limpeza e de higiene pessoal. Muitos perderam suas rendes e trabalhamos em conjunto para proporcionar o mínimo de dignidade a estas famílias. Priorizando a educação de forma lúdica e com tecnologia assistida com jovens, adultos e idosos.

A filha de Nailda Galdino, Ranyelle do Nascimento, hoje com 34 anos, foi diagnosticada com Síndrome De Down e desde os 10 anos de idade participa do FamDown. A mãe contou que o desempenho de sua filha única mudou a partir do assistencialismo encontrado na instituição e que ações como a de hoje são essenciais para a compreensão das informações.

“Essa reunião é muito necessária, porque temos muitas dúvidas sobre nosso direitos e como o BPC pode ajudar mais ainda nossos filhos. Não temos condições de trabalhar, porque eles precisam de nossa atenção constante. Com 35 anos de idade, posso dizer que minha filha mudou bastante o comportamento, principalmente em relação ao convívio social graças a ajuda da Famdown e do município”, afirmou Nailda.

Próximos eventos

Com a agenda de agosto estabelecida, a Coordenadoria do BPC visitará a AAPPE Farol na próxima quinta-feira (19) à partir das 14h Por outro lado, estarão presentes no dia 24 na APAE às 9h. Por fim, o calendário do mês será encerrado na AAPPE da Jatiúca no dia 31 às 13h.

Sobre o BPC

O Benefício de Prestação Continuada é uma política de assistência social que garante a transferência mensal de um salário mínimo ao idoso, com 65 anos ou mais, e à pessoa com deficiência, considerada àquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mensal, intelectual ou sensorial. Para solicitar o BPC, o interessado precisa procurar a Secretaria de Assistência Social através dos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS, Centros de Atendimento Socioassistenciais – CASA mais próximos de sua residência ou procurar a Sede do Cadastro Único para inscrições ou atualização do CadÚnico.

Iara Alencar / Estagiária / Ascom Semas

SEMAS

Secretaria Municipal de Assistência Social

Avenida Comendador Leão, 1.383 - Poço
CEP 57025-000 // Telefone: (82) 3312-5900
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h