Assistência Social garante corte de cabelo a pessoas acolhidas em abrigos e instituições

Moradores de rua, idosos, crianças e outras pessoas atendidas pelo Município serão beneficiadas

Deborah Freire / Ascom Semas 19/08/2022 às 09:00
Assistência Social garante corte de cabelo a pessoas acolhidas em abrigos e instituições
Corte de cabelo começou esta semana no Albergue Professor Manoel Coelho Neto / Foto: Juliete Santos

Abrigos e instituições de acolhimento de Maceió começaram esta semana a receber o serviço de corte de cabelo, que será realizado periodicamente e de forma permanente pela Secretaria Municipal de Assistência Social. O primeiro local a receber a ação foi o Albergue Professor Manoel Coelho Neto, que abriga atualmente 18 pessoas. O local acolhe moradores de rua, homens ou mulheres, maiores de idade.

Entre eles, está Douglas Alves Batista, que chegou há alguns dias por lá. O corte de cabelo e a barba feita mudaram a expressão do rapaz, mas a transformação maior foi de dentro para fora. Sério antes do corte, ele não escondeu a alegria após mudar o visual.

“Gostei muito do corte, ficou mais maneiro, tirou um peso do rosto, fiquei mais bonito”, comemora.

Douglas, que recebe o Benefício de Prestação Continuada, agora vai aguardar a expedição da carteira de identidade e da certidão de nascimento, que foram roubadas, para alugar um lugar para morar e deixar o abrigo.

Quem também aproveitou o serviço foi Romilton dos Santos, que há pouco mais de uma semana está no local. Ele conta que morava em Branquinha, a 65 quilômetros de Maceió, mas vivia de favor em uma casa, que acabou sendo vendida e ele precisou sair. Na Capital, procurou o acolhimento oferecido pelo Município.

Lá ele conta com alimentação, dormitório, banho e serviços sociais e de psicologia. Agora, também com o corte de cabelo. “Aqui é uma paz, onde Deus me colocou. Estou me sentindo muito bem, aqui é uma família, não tem problema, é tranquilidade. E com o corte, fiquei mais bonito”, brinca.

Romilton tem 57 anos e já trabalhou como maqueiro, porteiro e vigilante, mas agora tem dificuldades para encontrar emprego. Por isso, com ajuda da equipe técnica da Semas, deu entrada no Auxílio Brasil.

Cícera Braz, a cabeleireira contratada pela Semas, ganhou mais uma fonte de renda e ainda, a satisfação de prestar um serviço social. “Eu gostei muito do trabalho porque sempre quis fazer esse tipo de ação e dá para conciliar com o meu salão à tarde. Para mim, é muito bom”.

De acordo com a assistente social do Albergue Manoel Coelho, Walbia Alcântara, o corte de cabelo é uma demanda das pessoas que buscam acolhimento porque muitas chegam maltratadas e com baixa autoestima.

“É realmente importante pela questão da autoestima. Muitos chegam com o cabelo grande, a barba por fazer, e um corte de cabelo, uma roupa limpa já dão uma condição de dignidade. Nós precisávamos de uma ação contínua, e agora vamos ter periodicamente uma pessoa para prestar esse serviço”, reforça.

A ação também passou esta semana pela Associação Mãe das Graças, no Village Campestre II, que atende exclusivamente pessoas idosas, e nesta sexta (19), vai para a Casa Lar Deus é Amor, no Trapiche da Barra.

SEMAS

Secretaria Municipal de Assistência Social

Avenida Comendador Leão, 1.383 - Poço
CEP 57025-000 // Telefone: (82) 3312-5900
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h