Prefeitura de Maceió entrega posto de coleta de leite humano no Benedito Bentes

Primeira-dama, Marina Candia, participou da ação, que vai beneficiar mulheres da parte alta da cidade

Ana Cecília da Silva - Ascom SMS 16/08/2022 às 14:38
Prefeitura de Maceió entrega posto de coleta de leite humano no Benedito Bentes
Primeira-dama de Maceió, Marina Candia, participou da entrega do posto de coleta. Foto: Victor Vercant/SMS

A Prefeitura de Maceió entregou à população, nesta terça-feira (16), o primeiro posto de coleta de leite humano do Município, localizado na Unidade de Referência em Saúde (URS) Hamilton Falcão, no Benedito Bentes. A primeira-dama de Maceió, Marina Candia, participou da entrega desse primeiro posto que é vinculado à Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBLH) e foi viabilizado pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres.

Por ser referência para o 6º Distrito Sanitário, o posto de coleta vai beneficiar mães do Tabuleiro do Martins, Benedito Bentes, Clima Bom, Antares, Cidade Universitária, Santos Dumont e Santa Lúcia, garantindo o direito ao aleitamento materno de bebês destas comunidades.

“O dia de hoje representa a realização de um sonho. Nos mobilizamos desde o início da gestão, há um ano e meio e vimos essa necessidade em nosso Município. Essa entrega representa um apoio à gestante nesse momento da amamentação, que muitas vezes pode ser difícil, mas que agora podem receber todo o amparo da Prefeitura, tanto com relação à doação de leite materno como nas demais dificuldades da amamentação com a ajuda de profissionais qualificados para auxiliar essas mães”, destaca Marina Candia, primeira-dama de Maceió.

A secretária-adjunta de Gestão em Saúde, Roberta Borges, afirma que as mães do 6º Distrito Sanitário já vinham sendo atendidas pelos profissionais.

“Hoje entregamos oficialmente o primeiro posto de coleta de leite humano de Maceió e isso é de extrema importância, pois o leite é a primeira e única alimentação do bebê e com esse posto de coleta e as doações que são feitas, podemos oportunizar outras mães que por algum motivo não podem amamentar seu bebê de dar esse alimento a seus filhos, além de auxiliá-las nos desconfortos próprios da amamentação nos primeiros dias de vida do bebê”, explica.

Roberta Borges, secretária-adjunta de Gestão em Saúde. Foto: Victor Vercant/SMS
Roberta Borges, secretária-adjunta de Gestão em Saúde. Foto: Victor Vercant/SMS

A ação é definida como um dos eixos estratégicos da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC), que prevê o estímulo ao aleitamento materno como um meio de promover a redução da mortalidade infantil. Aqui em Maceió, o posto de coleta de leite humano está sendo colocado em funcionamento graças a um convênio com o Banco de Leite do Hospital Universitário, que ficará responsável pela pasteurização, armazenamento e distribuição do leite coletado.

Para transformar a iniciativa em realidade, a Prefeitura fez um investimento de R$ 145 mil com recursos próprios e promoveu a adequação de salas e ambientes da unidade Hamilton Falcão, de acordo com as normas técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A inauguração representa um marco

Para a gerente do programa de Atenção à Saúde da Criança de Maceió, Marglene Oliveira, esse é um momento de alegria.

“Esse é um momento muito gratificante, pois ocorre graças ao empenho dos profissionais que fizeram essa iniciativa dar certo e agora podemos continuar salvando vidas, principalmente das crianças que nascem prematuras. Salvar cada vidinha dessas é gratificante para a Saúde da Criança e para a Prefeitura de Maceió”, comemora.

Marglene Oliveira, coordenadora do programa de Saúde da Criança. Foto: Victor Vercant/SMS
Marglene Oliveira, coordenadora do programa de Saúde da Criança. Foto: Victor Vercant/SMS

Já a coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres, Ana Paula Mendes, comenta que a inauguração representa um marco para a gestão e para a vida das mulheres.

“Essa é uma forma de incentivar o aleitamento materno, que é importante tanto para a vida da criança, como também da mãe. A partir do momento que lançamos esse posto, fazemos com que a amamentação seja priorizada. Aqui também fazemos uma consultoria de amamentação com essa mãe, pois muitas saem dos hospitais com pouco direcionamento sobre o processo, que vai muito além do alimento, mas envolve muito amor e afeto”.

Ana Paula Mendes, coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres. Foto: Juliete Santos - Secom Maceió
Ana Paula Mendes, coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres. Foto: Juliete Santos - Secom Maceió

Como funciona o posto de coleta?

No local destinado ao posto de coleta de leite humano, o acolhimento às mães será feito, inicialmente, numa área de recepção. Em seguida, elas serão conduzidas à sala de ordenha e suas crianças a uma área destinada ao descanso dos bebês.

A enfermeira responsável pelo posto de coleta da URS Hamilton Falcão, Valdênia Nogueira, explica como funciona a captação de mães doadoras.

“Conseguimos novas doadoras em nosso grupo de aleitamento materno, que se reúne às terças-feiras. Conversamos com essas mães, sensibilizamos para a doação, o quanto é bonito o ato de doar. A partir disso fazemos triagem, teste rápido, o cadastro e a paciente passa a doar leite semanalmente”, informa a profissional.

Valdênia Nogueira, enfermeira responsável pelo posto de coleta. Foto: Victor Vercant/SMS
Valdênia Nogueira, enfermeira responsável pelo posto de coleta. Foto: Victor Vercant/SMS

“Nossas equipes também vão até a casa dessas mães, pegamos as doações, levamos até o HU onde esse leite é pasteurizado e distribuído para as crianças que estejam precisando desse leite”, completa Valdênia Nogueira, enfermeira responsável pelo posto de coleta.

Posto de coleta de leite humano beneficia mulheres da parte alta de Maceió
Gabinete da Mulher

Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres

Rua Sá e Albuquerque, 235, Jaraguá, Maceió/AL CEP 57022-180
Telefone: (82) 98746-9717
E-mail: secretariadamulhermaceio@gmail.com