Prefeitura lança programa Folguedos na Rede para resgatar identidade cultural em Maceió

Mestres vão ministrar aulas sobre a cultura popular nas escolas públicas

Secom Maceió 09/03/2024 às 08:55
Prefeitura lança programa Folguedos na Rede para resgatar identidade cultural em Maceió
Foto: Itawi Albuquerque/ Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió lançou, nesta sexta-feira (8), na Associação Comercial, o programa Folguedos na Rede, criado para promover o resgate e fortalecer a identidade cultural de Maceió. Quarenta mestres vão ministrar aulas sobre cultura popular nas escolas da rede pública municipal de ensino, alcançando 1.200 alunos de 40 escolas da capital.

A ação é o resultado da aderência da gestão ao Programa Nacional de Cultura, do Ministério da Cultura, e atende às diretrizes estabelecidas pelo programa de ensino integral, garantindo recursos financeiros para implementação, além de reconhecer a importância da preservação e promoção da cultura local.

A aderência do programa de ensino integral nas escolas para o município garantirá recursos do Ministério da Educação (MEC), incluindo cerca de R$ 6 milhões, provenientes do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação].

O programa Folguedos na Rede conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Economia Criativa (SEMCE) e Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) e será implantado a partir de emenda na ordem de R$ 713 mil, destinada pelo senador Rodrigo Cunha.

“Vocês aqui vão trabalhar com a cultura, e a cultura é realmente autoestima das pessoas. A Prefeitura de Maceió sabe a importância que tem a manter a gente viva, a nossa cultura, através da mudança dos correntes e passar esse bastão para as outras gerações. Então, esse projeto, ele não iniciou ontem, ele já estava dando o bastão do tempo, mas estava precisando dessas peças, que são vocês”, disse o senador Rodrigo Cunha.

A aula inaugural já foi agendada: vai acontecer no dia 15 de março, na Escola Luiza Oliveira Suruagy, no bairro do Ouro Preto. Os mestres da cultura foram selecionados para enriquecer a experiência educacional dos estudantes da rede municipal e contribuir para a preservação e promoção das tradições populares locais.

Cada mestra ou mestre contemplado ganhará uma bolsa de 1 salário mínimo para ministrar as aulas sobre cultura popular nas escolas. A mestra Luciene da Silva agradeceu a oportunidade e disse estar muito feliz com a oportunidade.

“Estou muito feliz de começar a dar aula às crianças. Quero ver as crianças aprender o guerreiro, aprender a dançar, aprender a cantar. Muito obrigada”, disse.

FMAC

Fundação Municipal de Ação Cultural

Rua Melo Morais, nº 59, Centro
CEP: 57020-330 // Telefone: (82) 3312-5820
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h.
E-mail: protocolofmac@gmail.com