Capoeiristas fazem última aula do ano na Orla de Pajuçara

Redação 09/12/2021 às 11:30
Capoeiristas fazem última aula do ano na Orla de Pajuçara

Ação faz parte das atividades do grupo de idosos do Serviço de Convivência do Cras Pitanguinha

Quem estava na Orla da Praia de Pajuçara na manhã desta quinta-feira (9) assistiu a roda de capoeira e a apresentação do maculelê, nas imediações da Feirinha de Artesanato. A iniciativa faz parte do encerramento das atividades socioculturais, desenvolvidas durante o ano, com os participantes do grupo de idosos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Centro de Referência de Assistência Social, Cras Pitanguinha. O coletivo de capoeiristas trabalha na perspectiva de incluir os idosos na prática da capoeira.

Maria José Barros, 77 anos, vai completar três anos no grupo. A capoeirista conta que um dos benefícios que a prática da capoeira trouxe para sua vida foi fazer novas amizades. “A capoeira me trouxe muito benefício físico, psicológico e autoestima e eu me sinto muito bem aqui, estou realizada. Tive uma crise de ansiedade e fiquei boa com a capoeira. Fiz amizade, tenho muita amiga e o professor é dez”, revela.

Maria José dos Santos na posição cocorinha. Foto: Ascom Semas

Outra participante que esteve nas apresentações de encerramento foi a aposentada Tereza Nascimento, 70 anos. “Frequento o grupo de capoeira há dois anos. Estamos na última aula hoje e é muito bom estar aqui com todas as pessoas que moram na cidade, com os turistas. É muito bom, é saúde”, enfatiza.

Ivanildo Antônio da Silva Santos, conhecido como mestre Besourão, explica que a atividade de encerramento foi realizada para marcar os trabalhos efetivados em 2021. “É um palco onde a gente fez aqui várias apresentações durante o ano. Então viemos encerrar com chave de ouro, com capoeira, maculelê, rodas de conversa, dinâmicas com o público, interagindo com as pessoas aqui na praia”, revela.

Mestre Besourão comenta a participação do padrinho das capoeiristas, mestre Claudio, que participou com as afilhadas de uma vivência durante as atividades de encerramento.

“Ele é sempre atuante e deu um show. Fez uma vivência, deu aula de capoeira, depois falou um pouco na roda de conversa ao contar sobre sua experiência na capoeira e a satisfação de estar aqui, sendo uma pessoa com 66 anos, trocando experiências e saberes com as capoeiristas”, detalha mestre Besourão.

Com o encerramento das atividades socioculturais haverá um recesso de um mês para que o planejamento das ações de 2022 seja realizado.

Cícero Rogério/Ascom Semas

SEMAS

Secretaria Municipal de Assistência Social

Avenida Comendador Leão, 1.383 - Poço
CEP 57025-000 // Telefone: (82) 3312-5900
Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 14h